En train de mourir

Lembro de como te conheci, lembro da primeira vez que ouvi você dizendo ''eu te amo", do primeiro beijo, sorriso, abraço... da primeira vez que acreditei em amor. Acreditei na gente, eu e você, juntos, um do lado do outro para provar que existe sim pra sempre. Eu te amo, meu anjo.

"Apesar desse meu jeito toda independente, toda durona, toda tudo “tô nem aí” eu penso e quero viver como uma pessoa “normal”. É lógico que quero casar, ter filhos, trabalhar e todas aquelas coisas clichês. Tem dias que começo a me imaginar casando, pensando na musica que vou entrar na igreja ou se me casar na praia, me imaginando lá descalça e com um vestido bem leve na beira do mar, depois jogar rosas brancas no mar com meu marido… essas coisas sabe? fico me imaginando nas lojas de vestido de noiva com minha mãe e minha melhor amiga me ajudando a escolher, também fico pensando quem vai ser meus padrinhos de casamento, aqueles amigos que vão fazer parte da histórias do casal. Fico imaginando o dia do meu casamento, minha casa cheia de amigas e primas fazendo cabelo, unha, maquiagem e fotos, todas nervosas e chorando junto comigo de ansiedade. Quero alguém pra chamar de meu, quero alguém pra brigar pelas coisas mais fúteis como o controle da tv, pela comida que queimou, pelo cabelo que ficou no sabonete, pelo jeito que espreme o creme dental e até pra escolher o nome do cachorro. Já escolhi até o nome dos meus filhos e fico imaginando eles correndo pelo meio da casa em um almoço de domingo juntos com os gatos, cachorros e todos os animais que quero criar. Quero ter uma vida comum, normal… alguém pra acordar junto de mim e ver que estamos atrasados pra o trabalho, alguém pra viajar junto e filmar os melhores momentos da nossa vida, alguém pra escolher junto comigo a decoração da casa e pintar as paredes juntos e brigar pela cor do quarto, da sala… alguém pra acordar comigo na madrugada com nosso bebê chorando e discuti pra saber quem vai colocar pra dormir novamente dessa vez. Mas você me pergunta: quem é esse alguém? ah… nem eu sei, mas eu sei que um dia essa tão esperada pessoa vai chegar."
Palloma Taylor (via eugostodedoriitos)
— 3 days ago with 14 notes
"Trata-se de uma decepção diferente: Não tenho ódio, nem vontade de chorar. Em compensação também não tenho vontade de mais nada."
Caio Fernando Abreu.   (via carencias)

(Source: quesejadocesempre, via carencias)

— 3 days ago with 28818 notes
"Posso viver sem a grande maioria das pessoas. Elas não me completam, me esvaziam."
Charles Bukowski. (via acrescentada)

(Source: segredou, via acrescentada)

— 3 days ago with 9135 notes
"Se você quer alguém rastejando atrás de você, sugiro esquecer ter me conhecido e comprar uma iguana ou algo assim. Se tem uma coisa que eu sei nesse mundo é de mim. Me conheço. No meu corpo tem cromossomos de uma zebra africana. Estou sempre fugindo dos leões. Algumas pessoas escolhem ser livres. Outras não têm chance de escolha, apenas são. E nunca mudam, mesmo que queiram. É uma questão de fase: paixão não revelada é paixão morta, amor não demonstrado é amor morto. Só mais uns dias e pronto. Estarei oficialmente no limbo, na liberdade anestésica de absolutamente nada sentir."
Gabito Nunes.   (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Source: lovesongskillme, via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

— 3 days ago with 4619 notes
"Ele gostava de todos os livros, porque adorava o simples ato de ler, a magia de transformar os rabiscos de uma página em palavras dentro da cabeça."
O Teorema Katherine.  (via poetaciumenta)

(Source: involuntus, via poetaciumenta)

— 2 months ago with 32266 notes
"Minha consciência é tranquila e meu coração é limpo. Por isso, prefiro ficar afastada de gente que passa a perna nos próprios sentimentos. Que trai, que distorce, que fofoca. Não te desejo coisas ruins, mas o mundo vai girar e vai te mostrar coisas que você não enxerga hoje. Tenho pena de quem vive um relacionamento mentindo, traindo e, principalmente, fingindo. Bom mesmo é ter sucesso e fazer contatos com as próprias pernas, sem precisar de estepe ou escada. Tem gente que tem lixo por dentro. Tem muito coração cheinho de rato e barata por aí.
Desses, quero ficar longe."
Clarissa Corrêa (via alma-de-passaro)
— 2 months ago with 48 notes